Matérias > Informações Gerais

Os Perigos do Banco de Horas para os Trabalhadores

24/02/2012


 

No que pese o reconhecimento da legalidade do famigerado Banco de Horas pela Justiça do Trabalho, tal instrumento é maléfico ao trabalhador e fere a dignidade humana; mesmo sendo uma exceção da legislação trabalhista. Na prática os Bancos de Horas impõem uma realidade aviltante à classe trabalhadora, sobretudo nas cidades maiores, onde os trabalhadores já são submetidos a situações estressantes, pela própria realidade sócio econômica contemporânea, que tira do trabalhador qualquer possibilidade de usufruir de fato, do direito constitucional denominado LAZER, seja pelo valor do salário percebido ou pelo tempo de descanso que é insuficiente, haja vista, ser a carga de trabalho semanal brasileira, uma das maiores do mundo. Se numa situação de normalidade isso não é viável à maioria dos trabalhadores, imagine numa situação especial, trabalhando a mais ou em horários desfavoráveis, tal instituto (banco de horas) influencia negativamente em toda rotina do trabalhador, afetando diretamente sua vida social, sem falar que na prática os empregadores ainda burlam a legislação (convenção coletiva), e impõem uma carga horária ainda maior aos trabalhadores submetidos a tal situação.  Quando o trabalhador é quem fica devendo horas no banco de horas, é também uma péssima situação, pois o mesmo ficará refém achando que está sempre em dívida para com a empresa e daí poderá se tornar uma vítima fácil da exploração do trabalho pelo patrão/empresa. O trabalhador, ao aceitar a proposta de banco de horas, além do prejuízo com sua saúde mental e física também tem prejuízos financeiros nos cálculos das férias, do 13º salário, na somatória do tempo de serviço e nas contas da previdência para a aposentadoria, além das desvantagens no tempo de serviço do aviso prévio. Para o patrão/empresa é melhor trabalhar com banco de horas porque não onera a folha de pagamento, pois você suprirá a necessidade de contratar mais um empregado, assim você também prejudica outros trabalhadores que necessitam do emprego. Basta fazer uma pesquisa na Justiça do Trabalho, e facilmente se comprovará esses fatos; ressalte-se que inúmeros são os casos, os quais não chegam à Justiça, portanto, impossível é mensurar a verdadeira realidade dessa triste história. Não se deixe enganar pois somente com o passar dos anos você entenderá os malefícios que o trabalho demasiado fará com seu futuro. O Trabalho é necessário no mundo em que vivemos para nos permitir viver, não faça dele o caminho mais próximo para sua infelicidade.

 

Caso sua empresa esteja praticando banco de horas sem Acordo Coletivo firmado com o sindicato, por favor denuncie no site (www.sindpdsc.org.br), e-mail (sindpdsc@sindpdsc.org.br) ou telefone (48- 3222-1392).

 

 

VEJA TAMBÉM

FILIE-SE AO SINDPDSC

Porque a filiação é importante?

O Sindicato é uma entidade representativa. Equivale a dizer que o Sindicato é formado por todos nós, que trabalhamos no setor de informática. À Diretoria cabe o trabalho de organizar os trabalhadores...

saiba mais

Newsletter

Inscreva-se para receber novidades.

PESQUISA

Desculpe, não há enquetes disponíveis no momento.

VIDEOS

GALERIA DE FOTOS

[Álbum não encontrado]

SINDICATO DOS EMPREGADOS EM EMPRESAS DE PROCESSAMENTO DE DADOS DE SANTA CATARINA

Sede: Avenida Mauro Ramos, 80 - Centro - Florianópolis - SC - 88.020-300 - Tel. (48) 3222 - 1392 - sindpdsc@sindpdsc.org.br

Subsede: Rua Sete de Setembro, 876, Ed. W. Rodacki, Sala 101 - Centro - Blumenau - SC - 89.010-202 - (47) 3326 - 1857

Inteligência Web